Quem financia a fábrica de baterias na Suécia

Quem financia a fábrica de baterias na Suécia

Empréstimo do BEI (Banco Europeu de Investimento) de 350 milhões de euros à fábrica Northvolt na Suécia para a produção de baterias de íon-lítio. Artigo de Enrico Martial

A autonomia estratégica européia em vários setores produtivos, como fator de desglobalização regional, marcou um passo adiante, em 30 de julho, com o financiamento do Bei (Banco Europeu de Investimento) por 350 milhões de euros na planta Northvolt, em Suécia, para a produção de baterias de íons de lítio. O empréstimo já havia recebido uma primeira avaliação positiva em 16 de maio de 2019 e segue um projeto de demonstração de 2018, apoiado com um empréstimo de 52 milhões de euros.

A empresa estabeleceu a meta de fabricar baterias para um total de 40gWh por ano, com o primeiro ano em 2023, que deve ficar em torno de 16 GWh. Para comparação, essa é uma capacidade total de 17,3% da capacidade de produção da China em 2019, que foi de 230GWh. A planta está em construção em uma área de tradição mineira, perto da cidade de Skellefteå, no norte do país, e terá uma pegada verde.

As baterias são destinadas ao mercado automotivo, com forte análise de crescimento nos próximos anos, por uma demanda de baterias que passaria dos atuais 78GWh para 4 mil GWh em 2040. A Europa deve recuperar o atraso – atualmente, representa 3% das baterias globais contra 85% da Ásia – com a construção de pelo menos vinte fábricas (gigafactory) para cerca de 3-4 milhões de empregos.

A estratégia sobre as baterias "européias" – e sobre a autonomia da produção, principalmente em relação à China – tomou forma com o lançamento da Aliança Europeia da Bateria em 2017 (cerca de 200 empresas e indivíduos reunidos por iniciativa da Comissão Europeia), passando pelo Relatório da 9 de abril de 2019, sobre o plano estratégico de baterias e com o horizonte do próximo regulamento dedicado às baterias, que antes da crise de Covid era esperado para setembro de 2020.

Há alguns dias, em 17 de julho, a BMW assinou um contrato com a Northvolt por 2 bilhões de euros, tendo em vista uma frota de 25 modelos elétricos em 2023. Entre outros clientes, ABB, Scania, Siemens, Vattenfall, Vestas e o grupo Volkswagen.


Esta é uma tradução automática de uma publicação publicada em Start Magazine na URL https://www.startmag.it/smartcity/la-gigafactory-per-le-batterie-in-svezia-finanziata-con-350-milioni-di-euro/ em Sat, 01 Aug 2020 05:34:09 +0000.